Infantas de Portugal

Rainhas em Espanha

8.00

Em stock

Detalhes

Editora

A Esfera ds Livros

Ano Edição

Setembro 2009

Edição

5ª Edição

Páginas

328

Estado

Usado – em bom estado

Portes

A cargo do comprador – Taxa Editorial

Autor

Marsilio Cassotti

Entre 1165 e 1816, onze infantas de Portugal foram rainhas de Espanha. A primeira, a infanta Urraca, filha de Afonso Henriques, que com o seu casamento contribuiu para a independência de Portugal, mas que, apesar de a boa relação com o seu marido e de o nascimento de um herdeiro, teve de se separar por ordem do Papa. A infanta Maria, que ajudou o seu marido a vencer a batalha do Salado, se bem que este mantivesse uma relação adúltera, com a qual nem Santa Isabel de Portugal, avó da infanta conseguiu acabar. A infanta Beatriz, que por ambição de sua mãe, Leonor Teles, foi o motivo da batalha de Aljubarrota. A infanta Joana, irmã de Afonso V, que se viu obrigada a casar com um príncipe supostamente homossexual, sendo a «Excelente Senhora» fruto deste casamento. Ou as mães lusitanas de Isabel, a Católica e Filipe II de Espanha, que ao educar os seus filhos num ambiente tão português, levaram-nos a ambicionarem a conquista do reino materno. Chegando a Maria Isabel de Bragança, a quem se deve a fundação do Museu do Prado e que viveu amargurada pelo desprezo do marido, acabando por morrer vítima de uma cesariana ordenada pelo rei.